WordPress 2.6

Com um mês de antecedência, há pouco foi lançado o WordPress 2.6, codinome Tyner, uma homenagem ao pianista (de jazz, obviamente) McCoy Tyner. Esta versão, ao contrário da penúltima, não traz grandes evoluções; o foco é em novos recursos que enriquecem o blog.

A grande novidade é o histórico de atualizações nos posts, semelhante ao existente em wikis. O recurso é extremamente simples, mas muito poderoso: todos os salvamentos ficam salvos, podendo ser comparados e restaurados a qualquer momento. Com isso, posts colaborativos ficam mais fáceis de serem feitos.

O Press This! é outra novidade interessante, especialmente para quem usa o WordPress para gerir um thumblelog. Trata-se de um link que, arrastado para os favoritos, interage com a página em exibição. Assim, se você clicar no Press This! enquanto está assistindo a um vídeo no YouTube, a página de edição de posts surgirá, já com o código embarcado do vídeo inserido; se fizer isso no Flickr, a página de edição aparecerá com a imagem copiada; e assim sucessivamente. Há quatro divisões bem definidas: texto, imagem, citação e vídeo, o que mostra, claramente, a inclinação da novidade para os thumblelogs.

As imagens também receberam um pequeno, porém útil incremento. Agora, o texto alternativo (o alt=”") aparece no corpo do blog, como se fosse a legenda da imagem. Muita gente sentia falta de uma maneira simples de fazer isso, eu incluído.

Calma que tem mais!

Agora há um theme preview embutido, dispensando o uso de plugins extras para que só o dono do blog visualize temas antes de aplicá-lo em definitivo no blog. A utilidade disso é fazer pequenos ajustes antes do lançamento de um novo visual, algo que, especialmente quando se trata de um tema próprio, feito do zero, é sempre necessário.

O suporte ao Gears, da Google, foi implementado. Ele traz para o PC local arquivos, imagens e scripts mais usados no painel administrativo do WordPress, acelerando o acesso a ele. Tal recurso, que não deve ser instalado em computadores públicos, está acessível através do link Turbo (nome sugestivo, aliás), no canto superior direito.

Há outras pequenas mudanças, como um contador de palavras built in; possibilidade de alterar a ordem das imagens das galerias através do arrastar-e-soltar; separação dos plugins ativados dos desativados, e (des)ativação em massa; mais opções de gravatar padrão; uso da tecla Shift para selecionar múltiplos posts na área de gerenciamento, com apenas dois cliques (igual no Explorer do Windows); novas versões das rotinas e bibliotecas usadas no painel administrativo, como a jQuery; e correções de muitos bugs, 194 deles, para ser mais exato.

O vídeo abaixo, criado pela Automattic, mostra todas as novas funções do WordPress 2.6. Confira:

Como se vê, a atualização vale a pena, ainda mais levando-se em conta que, por (aparentemente) não haver mudanças significativas na estrutura do banco de dados, a maioria dos plugins e temas compatíveis com a versão 2.5 deve continuar funcionando perfeitamente na 2.6.

Baixe o WordPress 2.6 aqui.

Mais novidades sobre WordPress 2.6

As principais novidades são a provável antecipação da data de lançamento, anteriormente prevista para agosto deste ano e agora será em julho e a disponibilidade da primeira versão beta. Além disso, conheça alguns novos recursos que virão:

  • Um novo e melhorado editor de imagens;
  • Pré-visualização de temas;
  • Contador de palavras no editor de post;
  • Separação entre os plugins ativados e os desativados;
  • Possibilidade de mudar a pasta de conteúdo;
  • Possibilidade de trocar o local do arquivo wp-config.php;

Veja a lista completa das novidades aqui.

Novidades para o WordPress 2.6 – Gravatar Padrão

Gravatar OptionJá começam a surgir as primeiras novidades que virão no WordPress 2.6 e uma delas é o controle do Gravatar padrão. Após a compra do sistema Gravatar pela Automattic, o WordPress passou a utilizar nativamente este recurso na versão 2.5.

Na próxima versão do WordPress será possível escolher o avatar padrão, isto é, caso o usuário não esteja cadastrado no Gravatar você poderá escolher que tipo de imagem será exibido. Este controle surgiu depois da recente criação dos Identicons, que são avatars gerados automaticamente com o objetivo de eliminar a monotonia criada pela repetição de uma mesma imagem dezena de vezes, pois de fato, a maioria dos leitores nem conhecem o Gravatar.

Então, quem ainda não tem cadastro, recomendo fazê-lo o mais breve possível, pois assim que atualizar meu WordPress para a versão 2.6 passarei a utilizar o MonsterID. :D