O caso Logogate e a grafia correta do WordPress

Quando Matt Mullenweg, co-criador do WordPress, completou 25 anos, ele publicou em seu blog uma lista de resoluções, algo que faz desde os 19 – e que eu pretendo fazer em meu blog a partir dos 23, em novembro. Dentre elas, uma chamou a atenção da comunidade: fazer com que as pessoas usem o logo correto do WP, e escrevam o “P” de WordPress da forma correta, maiúscula. Detalhes pequenos, mas que são importantes na manutenção da identidade visual de uma marca. A repercussão acerca do assunto foi tão grande que batizaram o caso de “Logogate”, uma alusão (exagerada e bem-humorada) ao escândalo de Watergate, ocorrido nos EUA na década de 70.

O logo do WordPress mudou há algum tempo, mas muita gente insiste em usar a versão antiga, motivada provavelmente por buscas no Google Images. As diferenças são sutís, mas existem: a fonte é diferente (Mrs. Eaves), e a altura do “W” é maior no logo correto. Para ajudar, Matt fez uma comparação entre os dois modelos. Confira:

O da direita é o certo.

O da direita é o certo.

Já comentamos aqui no pBlog sobre a página de logos oficiais do WordPress. Sempre que for usar a logo, use essas imagens. Se costuma usá-las com frequência, marque o link em seus bookmarks, ou no Delicious, ou decore a URL (como eu fiz :mrgreen: ).

A questão da grafia correta do WordPress é outro problema que incomoda. No WordPress.com, essa dor de cabeça foi resolvida: segundo Lorelle VanFossen, um script que transforma “Wordpress” em “WordPress” foi instalado, corrigindo a grafia em mais de 5 milhões de blogs. Satisfação instantânea :-) .

A coisa aperta nos blogs self-hosted, ou seja, no WordPress.org. Lorelle também ajuda, dando dicas de três plugins que fazem o mesmo que o script do WP.com faz (lista abaixo), mas, na minha humilde opinião, o problema será eliminado gradativamente com a conscientização dos usuários, novos e antigos, e o consequente fortalecimento da marca.

Para quem escreve há muito tempo, e escrevia (no passado mesmo, porque a partir de agora não escreverá mais, né?) “WordPress” errado, os plugins abaixo, colhidos pela Lorelle, ajudam a resolver o problema:

Uma outra solução, mais discreta e minimalista, é incluir o código abaixo no arquivo functions.php do seu tema (caso o arquivo não exista, crie-o). Funciona só em servidores que rodem PHP 5, e os créditos vão para o WP Engineer:

<?php
function writeWordPressCorrect($content) {
	$content = str_ireplace("wordpress","WordPress", $content);
	return $content;
}
add_filter('the_title', 'writeWordPressCorrect',1);
add_filter('the_content', 'writeWordPressCorrect',1);
?>

Dado o destaque que o assunto ganhou junto a evangelizadores de WordPress e pessoas influentes do meio, é bem provável que essa seja a primeira meta de Matt para seu vigésimo quinto aniversário que ele riscará da sua to do list.